Print this page
terça-feira, 01 junho 2004 11:28

A perturbação de hiperactividade com défice de atenção no adulto

Rate this item
(0 votes)

Carlos Filipe
Psiquiatra

Revista Portuguesa de Medicina Geral e Familiar 

[S.l.], v. 20, n. 6, p. 733-7, nov. 2004


Introdução:

A perturbação de hiperactividade com défice de atenção (PHDA) é uma perturbação que é diagnosticada com frequência nas crianças e nos adolescentes, calculando-se que possa atingir 3 a 5% dos indivíduos com idades compreendidas entre os 6 e os 12 anos. A desatenção constante, a incapacidade de estar quieto e o insucesso escolar são sinais que alertam os pais e os levam a consultar o médico ou o psicólogo. Tratando-se porém de uma perturbação do desenvolvimento, a PHDA prolonga-se frequentemente pela idade adulta, afectando cerca de 50% dos adultos a quem foi feito o diagnóstico na infância. Por outro lado, sendo uma perturbação com uma componente hereditária bem demonstrada, é identificada muitas vezes nos pais e nos irmãos das crianças a quem foi feito inicialmente o diagnóstico. Estudos epidemiológicos realizados em grandes amostras de adultos revelaram uma prevalência de 1 a 2,5% em populações com idades superiores a 18 anos. O facto de estas pessoas estarem mais sujeitas do que a população em geral a sentir determinadas dificuldades e a sofrer acidentes, por descuido, bem como o facto de a PHDA surgir frequentemente associada a outras doenças psiquiátricas – entre elas a doença bipolar, a depressão, a ansiedade, ou as toxicodependências – ressaltam a importância do seu diagnóstico e tratamento, tanto nas crianças como nos adultos.

Ver artigo completo...


A Direção da SPDA - Sociedade Portuguesa de Défice de Atenção 

Read 1327 times Last modified on quinta-feira, 12 março 2020 12:21

Related items